Do projeto à prática, com a arquiteta Vanessa Lopes

Escrito 18/09/2022

Hoje, no Dia Nacional do Arquiteto e Urbanista, Vanessa Lopes, arquiteta da HM Engenharia, nos contou sobre sua profissão, sua trajetória até aqui e o dia a dia na companhia. De acordo com ela, o objetivo é seguir crescendo como profissional e contribuir com o seu trabalho para que os futuros moradores dos empreendimentos da HM Engenharia realizem o sonho da casa própria com conforto e qualidade de vida. Veja como foi o bate-papo!

Vanessa, como você se interessou pela Arquitetura?
Eu era criança e estava assistindo o programa do Luciano Huck, um que eles arrumavam as casas das pessoas. Percebi que eu gostava muito daquilo! Então, com 15 anos, fiz um curso de design de interiores. Aos 18, decidi fazer o curso de Arquitetura na faculdade, pois continuava na mesma linha. Além disso, sempre gostei de matemática, muito presente na profissão, e ainda mais a oportunidade de incluir a arte e a criatividade em meus trabalhos.

O que achou mais interessante no curso?
Projetos e história da arte! Durante os séculos, a arquitetura e a arte contaram muito sobre a história dos povos. Quanto aos projetos, minha profissão oferece a oportunidade de explorar a criatividade em cada novo trabalho e isso é incrível.

Quando você começou a trabalhar na área?
Comecei com obras institucionais na Prefeitura de Campinas, trabalhando com projetos em escolas. Na HM, desenvolvo projetos das áreas comuns dos empreendimentos e crio os apartamentos decorados. É muito interessante, pois no papel, você pode fazer tudo, mas na prática as coisas são bem diferentes. O nosso desafio é trazer o projeto do papel para a prática da melhor forma possível, levando em conta fatores como funcionalidade, estética e custo.

Como é o trabalho de arquitetura em uma construtora como a HM?
Com clientes pontuais, os perfis e necessidades variam muito. Já na HM, como nosso foco é o público atendido pelo Minha Casa Minha Vida, nosso desafio é trazer o melhor custo benefício possível, de forma a atender as necessidades de todos igualmente. O resultado tem de ser atrativo também. Não é só um lugar para morar. Devemos inovar, oferecer opções para os clientes: empreendimentos completos, com áreas comuns, espaço para lazer, tendo sempre em vista a qualidade de vida do futuro morador.

Na sua opinião, quais são as características necessárias para um bom arquiteto?
Dedicação e talento. Se você tem boa vontade, quer aprender e tem talento, não tem como dar errado.

Veja também