Encontre seu próximo imóvel

Notícias

Institucional

3 dicas para um condomínio seguro: Descubra como transformar seu prédio em um local mais seguro e tranquilo para se viver

Atualizado em 26/10/2021 às 12:10
3 dicas para um condomínio seguro: Descubra como transformar seu prédio em um local mais seguro e tranquilo para se viver

26/10/21

Por Gabriela Cavalcanti, da FSB

 

Crime e violência são as duas das principais preocupações dos brasileiros. É o que revela a última pesquisa “What worries the world”, realizada pelo Instituto Ipsos em agosto de 2021. O estudo mostra que um em cada quatro países enfrentam questões relacionadas a este problema. No Brasil, por exemplo, 26% da população tem este medo.

 

São Paulo, estado mais populoso do país, registrou um aumento no número de roubos a residência no primeiro trimestre de 2021, de acordo com dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado de SP. Os percentuais de ocorrências aumentaram, em média, 0,26%, em janeiro, fevereiro e março deste ano em relação ao mesmo período de 2020.

 

A HM, preocupada em zelar pela proteção de seus clientes, projeta os empreendimentos com estruturas que proporcionam segurança e conforto, como cerca elétrica, portarias com vidros reforçados e tubulações que permitem a futura instalação de portarias virtuais.

 

Para os novos imóveis, a construtora está planejando portarias com compartimentação, recebimento de encomendas sem contato com entregadores e comércios dentro dos condomínios.

 

“Nossa preocupação é promover a segurança aos moradores, mas de maneira que eles possam desfrutar das áreas comuns sem preocupações e sem se sentirem presos” afirma Maria Fernanda Villaron Xavier e Barbosa, coordenadora de Arquitetura na HM.

 

Em condomínios, garantir a segurança é responsabilidade de todos, não apenas do síndico, zelador ou funcionários. É necessário que cada um colabore e cuide do patrimônio para manter um ambiente seguro.

 

  • Acessos ao imóvel

O acesso ao condomínio deve ser restrito aos moradores, com exceção de visitas cadastradas e comunicadas na portaria. É de responsabilidade dos mutuários o cuidado na hora de entrada e saída, seja pela garagem ou pela entrada principal, fechando as portas corretamente e evitando a entrada de estranhos, mesmo que aleguem que estão em visita.

Já os porteiros devem ficar atentos aos indivíduos que transitam nas gaiolas e evitar o efeito carona.

 

  • Equipamentos de Segurança e funcionários treinados

É papel do síndico treinar a equipe de portaria, segurança e zeladoria para eliminar riscos e falhas na segurança. Além disso, é importante investir em câmeras de segurança, sensores de presença, aceleradores de portões automáticos, sistemas de vigilância com alarme e circuito fechado de televisão para dar mais segurança a moradores e funcionários.

A participação ativa em reuniões de condomínio é responsabilidade dos moradores. Nelas são definidas, em conjunto, as estratégias para aumento de segurança e relatados pontos de melhoria.

 

  • Crie um comitê de segurança

Assim como grupos de WhatsApp ajudam a atualizar os moradores do que está acontecendo no empreendimento, comitês de segurança são formas de educar e conscientizar sobre deveres e obrigações no condomínio para manter a proteção do empreendimento. Workshops, rodas de conversa e encontros para debater o tema ajudam a desenvolver boas práticas que servirão para uma convivência mais segura e harmoniosa.

#Dicasdesegurança #Vidaemcondomínio #HMEngenharia