Encontre seu próximo imóvel

Notícias

Institucional

Novembro Azul: a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata

Atualizado em 13/11/2023 às 12:11

Você certamente já ouviu falar sobre a campanha Novembro Azul, que fala sobre a conscientização para o diagnóstico precoce do câncer de próstata. 

Este movimento surgiu na Austrália, em 2003. Ao longo do tempo, o Novembro Azul se tornou presente no calendário mundial, colaborando para a quebra de tabus ao divulgar anualmente informações importantes sobre o câncer de próstata. 

Neste post, vamos explicar por que é tão importante se precaver da doença, que é o tipo de tumor mais comum entre os homens.

 

Novembro Azul e os cuidados durante o ano inteiro

 

Não há dúvidas de que a melhor forma de evitar o câncer de próstata é realizar os exames preventivos. Isso porque, na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. 

Por isso, o principal objetivo da campanha Novembro Azul é reduzir o preconceito que ainda existe na sociedade em torno do exame de toque retal - o único capaz de permitir ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos.

Para se ter uma ideia da gravidade da doença, de acordo com o Ministério da Saúde, 42 homens morrem todos os dias em decorrência desse tipo de tumor. Ou seja, é uma doença maligna e que exige do público masculino e de toda a família muita atenção.

 

Câncer de próstata: uma doença assintomática

 

Um dos pontos altos da campanha Novembro Azul é lembrar a população que o câncer de próstata é uma doença silenciosa. Os sintomas só aparecem quando o tumor já se encontra em estágios avançados, o que prejudica o diagnóstico precoce. 

Quando isso acontece, o paciente sente dor óssea, dor ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e no sêmen. Mas os médicos são claros ao orientar: a única forma de se curar do câncer de próstata é realizar exames preventivos para que não se chegue a esses estágios. 

Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou com 50 anos e sem estes fatores, devem ir ao urologista realizar o exame de toque retal e, se necessário, fazer o exame de PSA.

 

Fatores de risco para o câncer de próstata

 

O Novembro Azul alerta ainda para os fatores de risco, que são: histórico familiar de câncer de próstata (pai, irmão e tio); obesidade.

Além disso, o risco aumenta com o avançar da idade. No Brasil, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos. 

Se você tem homens na família que se encaixam nos fatores de risco, converse com eles. A única forma de vencer a doença é também vencer o preconceito.

Aqui na HM, durante todo o ano temos ações e campanhas que estimulam e fortalecem nossos pilares de saúde através do programa “Bem Me Quero”.

Para este mês, com o objetivo de conscientizar e alertar nossos colaboradores sobre a importância do Novembro Azul, divulgaremos diversos materiais orientativos, além da gravação de um Podcast exclusivo com o Médico do Trabalho da HM! Demais, não? 

 

Para ficar por dentro de todas as nossas iniciativas, acompanhe nossos próximos blog-posts :)