Encontre seu próximo imóvel

Notícias

Institucional

O que é e como funciona o refinanciamento imobiliário

Atualizado em 23/10/2023 às 18:10
O que é e como funciona o refinanciamento imobiliário

O financiamento pode ser um excelente aliado na hora de comprar o apartamento ou a casa dos sonhos. Mas sabemos que imprevistos são comuns e, muitas vezes, as contas ficam difíceis de pagar. 

Quando isso acontece, o refinanciamento imobiliário surge como uma opção para adquirir empréstimos com juros mais baixos e reorganizar o planejamento financeiro familiar.

Vamos explicar como funciona o refinanciamento imobiliário nesse post.

 

Vantagens do refinanciamento imobiliário

 

O refinanciamento imobiliário é uma modalidade de empréstimo feito com os bancos no qual será dado o seu imóvel, seja comercial ou residencial, como garantia do pagamento da dívida. Ao optar por ela, o imóvel fica temporariamente em nome do banco até o refinanciamento ser quitado.

A vantagem é que os juros do refinanciamento imobiliário são bem menores que os empréstimos pessoais. Por isso, realizar essa operação pode ser uma boa opção se você tem outra dívida com juros mais altos, como por exemplo o cheque especial ou cartão de crédito. 

O refinanciamento imobiliário também envolve prazo de pagamento mais facilitado. Ele permite que a transação seja paga em até 20 anos, diferente do empréstimo pessoal, que costuma ter prazo de até quatro anos.  

Isso possibilita assumir parcelas que se encaixem no orçamento, sem comprometer a renda.

 

Quem pode fazer o refinanciamento imobiliário e quais as etapas

 

Para solicitar o refinanciamento do imóvel, é preciso que a propriedade já esteja 70% quitada. Geralmente, no próprio site das instituições financeiras é possível encontrar um espaço de simulação e descobrir quanto ficaria o valor das parcelas.  

Nessas simulações, os interessados devem colocar o valor do imóvel e seus dados pessoais para que o banco possa analisar a possibilidade do crédito. Em caso de aprovação, haverá a etapa de avaliação do imóvel.  

 

Cuidados para fazer o refinanciamento imobiliário

 

É importante que o interessado no refinanciamento imobiliário busque instituições financeiras sérias que trabalhem com esta modalidade para fazer uma pesquisa criteriosa e analisar as taxas. 

Outro ponto fundamental depois de conseguir o refinanciamento imobiliário é não atrasar as parcelas mais que 30 dias. Isso porque o processo de retomada do imóvel pelo Banco é simples e pode ser efetuado em até 90 dias do atraso. A lei prevê que, nesses casos, o banco realize um leilão público do imóvel. Portanto, fique esperto!

Se você está passando por dificuldades financeiras e deseja fazer um refinanciamento imobiliário, esteja atento a todos esses detalhes. E continue acompanhando nosso Blog para informações como essas.